Uma nova facada?

A mais recente hospitalização de Bolsonaro levanta uma pergunta incontornável: o quanto esse episódio pode impactar a percepção do eleitorado a respeito do presidente e do seu governo? Especulações nesse sentido nos remetem necessariamente à facada, em 2018, e a uma...

Mudança no ar

O que se viu na TV brasileira na semana do orgulho LGBTQIA+ não é algo trivial. A reação de telespectadores e patrocinadores ao apresentador Sikêra Júnior é um belo exemplo de como a pressão econômica pode favorecer o controle social da mídia contra discursos de ódio....

Colonialismo de dados

Nunca estivemos tão conectados. A pandemia impulsionou o processo de interação mediada por dispositivos digitais e reforçou uma lógica de produção e extração de informação baseada na vigilância e no monitoramento. A intensificação do chamado “colonialismo de dados” é...

29M e direito à comunicação

O 29M, como foi denominado o movimento do dia 29 de maio, foi emblemático sob vários aspectos, dentre eles o comunicacional. A representação midiática do episódio e seus desdobramentos ilustram um complexo processo de transformação das relações de poder, com impacto...

Atirando dardos

Previsão exige cautela. À opinião perita em um mundo complexo recomenda-se tentativas de curto alcance, algo em torno de um ano. Quanto mais longe se tenta enxergar, maior a chance de sermos tão precisos quanto chipanzés atirando dardos. Com 2022 logo ali, lancemos,...